2785

João de Melo fez a apresentação do seu último livro na Vila do Nordeste, sendo o escritor natural deste concelho, da freguesia da Achadinha. O convite partiu da Câmara do Nordeste, fazendo coincidir a apresentação do livro com o encerramento do programa festivo do aniversário do concelho, o quingentésimo, e com a entrega, ao ilustre nordestense, do título de Cidadão Honorário do concelho.

Na apresentação do novo romance, Lugar Caído no Crepúsculo, o escritor falou da ligação da obra, como acontece em publicações anteriores, às suas raízes, à Achadinha, ao Nordeste e à ilha, e, no caso deste último romance, às memórias de família. Concretamente à avó e mais tarde à mãe, em volta dos mistérios da morte, da angústia do desconhecido. Memórias que ficaram guardadas, de autêntica poesia e literatura, como o próprio diz, e que agora sustentam este novo romance.

O que nos acontece depois da morte? É a pergunta implícita ao longo das 250 páginas do novo romance de João de Melo. Um livro que impõe a vida, em protesto contra a tragédia da morte, recusando-se a aceitar o silêncio e a escuridão do desconhecido e do sagrado: os mistérios acreditados pela fé de muitos, mas não pela angústia dos que questionam o Além.

Amigos do escritor, conterrâneos da Achadinha e do Nordeste, e muitas outras pessoas compareceram ao lançamento do livro de João de Melo na Vila do Nordeste, a encerrar o programa comemorativo dos cinco séculos de elevação do lugar do Nordeste a Vila, organizado pelo município.