Vila Nordeste

Redução do IMI alivia famílias do concelho do Nordeste
 
A Câmara Municipal do Nordeste tem verificado alguma satisfação da população com a redução da taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis que ocorreu este ano.

A redução do imposto surge na sequência da aprovação pela Assembleia Municipal do Nordeste da redução da taxa a aplicar este ano, que passou de 0.5 para 0,45 por cento, a acompanhar a percentagem de redução determinada pelo Governo da República na Lei do Orçamento do Estado de 2017.

A redução do imposto em 2017 deve-se igualmente à Atualização de Zonamento, que é feita de 3 em 3 anos pela Direção de Serviços de Avaliações, na sequência de proposta do município.

Com a redução da taxa e a título de exemplo, uma família do concelho, cujo imposto rondava os 340 euros anuais em 2016, vai pagar em 2017 o valor de 280 euros, ou seja, menos 60 euros de imposto.

Ao aplicar a redução do IMI, a Câmara Municipal do Nordeste procurou atenuar o esforço financeiro a que estão sujeitas as famílias do concelho nos últimos anos em matéria de Imposto sobre Imóveis, por imposição do Plano de Reequilíbrio Financeiro a que está submetida a autarquia desde agosto de 2013, data de assinatura do plano.

A propósito, o presidente da Câmara do Nordeste refere “que este não é ainda o valor que este executivo pretende para as nossas famílias do Nordeste, mas, durante os próximos anos, vamos continuar a lutar por uma maior redução do IMI, uma vez que ao longo destes três anos temos conseguido cumprir de forma significativa o Plano de Ajustamento Financeiro e temos conseguido reduzir a dívida da câmara (em mais de 6 milhões de euros apenas em três anos)”.

Carlos Mendonça acrescenta que “o Governo da República está atento a este sacrifício da câmara e em especial de todos os nordestenses, acreditando que nos próximos anos vamos conseguir mais alguma redução nestes valores excessivos do IMI no Nordeste”.