EPN

Escola Profissional do Nordeste pede colaboração do município para enfrentar reduções de financiamento
 

O presidente da Câmara Municipal do Nordeste recebeu a direção da Escola Profissional do Nordeste tendo a visita o propósito de solicitar a colaboração da autarquia e de dar a conhecer a situação económica do estabelecimento de ensino.

A direção apresentou as dificuldades sentidas pela Escola Profissional do Nordeste nos últimos anos, resultantes da redução do financiamento por relação ao número de formandos por curso, concretamente a partir do ano letivo de 2015-2016.

Confrontada com as dificuldades apresentadas, o presidente da autarquia, Carlos Mendonça, disse lamentar o facto de “nunca lhe ter sido transmitida a situação financeira da escola nestes anos em que esteve ao seu lado”, todavia, comprometeu-se em encetar diligências junto do Governo no sentido de apurar as razões da situação financeira em que se encontra a escola, assim como perceber qual o melhor modelo de apoio para a ultrapassar.

O município mantém um protocolo de colaboração com a Escola Profissional do Nordeste ao nível da Incubadora de Empresas, com a finalidade de orientar e apoiar os formandos que queiram investir no concelho do Nordeste.

Além desta colaboração, a autarquia atribui anualmente um Prémio de Excelência ao melhor aluno da instituição.