JF Algarvia

Junta da Algarvia apoia a natalidade
 

A Junta de Freguesia da Algarvia irá levar à Assembleia de Freguesia, durante este mês de abril, para aprovação, um regulamento para apoio à natalidade, tendo em conta o decréscimo populacional que a freguesia tem sofrido nos últimos anos.

A Junta de Freguesia da Algarvia torna-se, assim, na primeira autarquia do concelho, depois da Câmara Municipal do Nordeste, a ter esta iniciativa regulamentada, de forma a ajudar os casais jovens que constituam família na freguesia.

Atualmente, a Algarvia conta com 14 crianças, sendo que a sua população ronda as 210 pessoas com residência fixa na freguesia. “Infelizmente, nos últimos anos, assistiu-se a um número maior de óbitos na faixa mais idosa, ficando, assim, a nossa freguesia também mais pobre em densidade populacional, quando outrora contou com mais de mil habitantes”, refere a presidente da Junta de Freguesia da Algarvia, Alexandra Mestre.

“É com o grande entusiasmo que o executivo avança com esta medida, para, de certo modo, combater o êxodo da freguesia, pois pretendemos que os nossos casais jovens possam continuar na nossa freguesia e constituir família, contribuindo para o aumento da mesma e para o seu desenvolvimento sócio-económico”, acrescenta a autarca.

O apoio agora criado, que “foi uma proposta política lançada em manifesto por parte do atual executivo, em 2013, e que agora é posto em prática, apesar do esforço financeiro a que a junta se vai submeter, mas sabendo que será pelas razões certas”, refere a autarca, é dirigido às famílias mais jovens, com residência na localidade há mais de 24 meses, variando o apoio monetário entre os 100 e 150 euros, sendo que as famílias que não estiverem legíveis receberão um pequeno cabaz com bens essenciais para o bebé, para os primeiros dias de vida, no valor de 30 euros, a adquirir no comércio local.

Alexandra Mestre “espera que este possa ser um incentivo e mais uma prova de que nos colocamos ao serviço e bem-estar daqueles que residem na nossa freguesia”.