Habitação

Mais famílias do Nordeste recebem apoio para melhoria da habitação
 
Por intermédio da Câmara Municipal do Nordeste, mais três famílias do concelho assinaram esta semana um contrato de gestão com a Direção Regional da Habitação, destinando-se as verbas à reabilitação ou beneficiação das respetivas habitações.

Este apoio do Governo Regional dos Açores para benefício de habitações destina-se a famílias ou munícipes singulares com carência económica ou social ou cujos rendimentos não sejam suficientes para suportar os encargos com obras necessárias à segurança, salubridade e espaço das moradias. Para que sejam beneficiários do apoio, os candidatos têm de ser os proprietários da habitação.

Os três contratos de gestão assinados esta semana nos Paços do Concelho do Nordeste com as 3 famílias chegam aos 30 mil euros.

Além destes três contratos de gestão, a Câmara Municipal do Nordeste, como gestora do apoio, tem a decorrer mais sete contratos, cujas obras de reabilitação ou de beneficiação das habitações se encontram a decorrer.

Até ao momento, nos últimos quatro anos, a Secretaria Regional da Solidariedade Social, através da Direção Regional da Habitação, apoiou um total de 17 projetos no concelho do Nordeste, num valor correspondente a 267.830,43€.

Na assinatura de mais estes três contratos de gestão, o presidente da Câmara Municipal do Nordeste, Carlos Mendonça, disse tratar-se de “um apoio sem precedente prestado nos últimos quatro anos às famílias do Nordeste pelo Governo Regional na melhoria das condições da habitação.

Carlos Mendonça sublinhou, igualmente, o impacto que a colaboração tem tido na melhoria das condições de vida das famílias beneficiadas, assim como nas empresas de construção civil local que executam as obras e junto dos restantes empresários que comercializam os materiais para construção.

“Estes acordos facilitam às famílias os processos burocráticos; permitem uma fiscalização adequada das obras pelos serviços camarários; apoiam as empresas de construção civil local; permitem manter postos de trabalhos nas nossas empresas; facilitam o trabalho de fiscalização da própria Direção Regional da Habitação e valorizam este apoio social ao concelho e às famílias nordestenses”, disse na altura Carlos Mendonça.