Tomada de Posse dos Órgãos Municipais conta com forte presença das forças vivas locais
Tomada de Posse dos Órgãos Municipais conta com forte presença das forças vivas locais
Publicado em 19 Outubro, 2021

Tomada de Posse dos Órgãos Municipais

 

Tomaram posse ontem (18 de outubro) os eleitos da Câmara e da Assembleia Municipal do Nordeste para o quadriénio 2021-2025, no Centro Municipal de Atividades Culturais e com a presença significativa das forças vivas do concelho.

O recém reeleito presidente da autarquia, António Miguel Soares, dirigiu as primeiras palavras ao povo do Nordeste e à confiança que em si depositou para voltar a exercer o cargo de presidente, e ao apoio que demonstrou à equipa e ao projeto apresentado quer durante o último mandato quer em campanha eleitoral.

Voltando a ter como principal propósito a melhoria da qualidade de vida dos residentes do concelho, António Miguel Soares referiu-se aos quatro anos de mandato como anos de muito trabalho feito, referindo-se a obras estruturais que foram realizadas, como sejam, o reforço de água e saneamento, a repavimentação de vias municipais nas diferentes freguesias, o melhoramento dos acessos à lavoura, a restituição da beleza dos jardins, miradouros e parques naturais, a beneficiação do património edificado do município e o apoio aos mais desfavorecidos, quer através do aumento da oferta de habitação social quer no reforço do fundo municipal de emergência e dos demais apoios aos munícipes.

Em fase de construção, o presidente da autarquia realçou a casa mortuária da Vila do Nordeste, a requalificação do centro urbano da Achada e da Lomba da Fazenda e a reabilitação de um edifício municipal que trará novamente a Biblioteca Municipal para a Vila do Nordeste, aproximando-a da escola básica e secundária do concelho.  

A pensar nos próximos quatro anos, António Miguel Soares apontou o projeto, em fase de breve adjudicação, da requalificação do mercado municipal, assim como do centro urbano da Vila de Nordeste, a requalificação do centro urbano de Santana e o aumento do Parque Industrial, que servirá para melhorar a qualidade de trabalho dos empresários, atrair novos investidores e empresas, aumentar a oferta de postos de trabalho e fixar mais população.

O autarca referiu, ainda, a assinatura com o Instituto de Habitação e Requalificação Urbana do protocolo para a aquisição, reabilitação e construção de novas moradias, no valor de cinco milhões e setecentos mil euros, de forma a dar resposta às dificuldades que muitos casais têm na aquisição de habitação própria.

A aposta nos empresários locais enquanto parceiros do município e o turismo continuarão também a ser uma prioridade do executivo como forma de fomentar e dinamizar a economia local.

Para a concretização de alguns projetos importantes para o concelho, António Miguel Soares disse contar com o Governo Regional, pretendendo que seja um parceiro estratégico na ação da autarquia ao longo deste mandato, destacando o projeto da Zona Balnear da Foz da Ribeira, “que se encontra praticamente concluído e que brevemente será entregue ao Governo Regional para que a obra prometida há mais de duas décadas possa, finalmente avançar e proporcionar ao Nordeste e a todos os nordestenses uma zona balnear de qualidade à semelhança do que já existe nos diferentes concelhos da Região”, referiu o autarca, acrescentando que “esta é a hora do Nordeste se assumir e de reclamar o que lhe foi negado durante mais de vinte anos, enquanto assistimos, impávidos e serenos, ao contínuo investimento em outros lugares e locais em detrimento do nosso concelho e da nossa população”.

A tomada de posse dos órgãos municipais contou com a presença do diretor regional da Cooperação com o Poder Local, Ricardo Madruga da Costa, em representação do presidente do Governo Regional, do diretor regional dos Recursos Florestais, Filipe Tavares, do presidente do IROA, Hernâni Costa, e do presidente do Conselho Económico e Social dos Açores, Gualter Furtado, entre muitas entidades e instituições locais.