Museu do Nordeste – Apresentação

Breve história do Museu do Nordeste

museu nordeste exterior frente

O Museu do Nordeste, de cariz etnográfico e cultural, foi criado em 1989 pelo historiador Nestor de Sousa com o intuito de contar a história do Nordeste através de vários objetos que preservam as memórias deste povo e nos transportam para os hábitos, tradições, crenças, cultos e vivências do quotidiano rural de antigamente.

Este museu expressa a vida de um povo que, fruto do isolamento extremo a que este território esteve exposto desde o povoamento (século XV), vivenciou um percurso repleto dificuldades que marcaram de forma inequívoca os hábitos e as tradições locais. Aqui podem ser encontrados objetos utilizados na lavoura, na pecuária, nas lidas domésticas e na devoção religiosa, com especial enfoque para a cozinha tradicional açoriana, a olaria e a tecelagem.

Em 2016 foi acrescentada uma secção sobre as antigas escolas primárias do Plano dos Centenários (1950-1968), incluindo mobiliário e material didático, bem como uma “oficina de sapateiro”.
O Museu do Nordeste está instalado numa parte do piso térreo de uma antiga casa de habitação urbana de dois pisos, datada de 1905. A frente de rua onde se insere é marcada pela homogeneidade das fachadas dos edifícios que a compõem.

 

Missão

No ano da comemoração dos 30 anos do Museu do Nordeste, a Câmara Municipal de Nordeste vem reavivar as memórias do museu, de modo a melhorar a oferta cultural e contribuir para o estudo e divulgação da História do Nordeste (o museu como reflexo da identidade local) e que, dessa forma, se afirma como elemento-chave para o desenvolvimento social, económico e cultural deste concelho.

Pretende-se, através do Museu do Nordeste, melhorar a oferta cultural para os habitantes locais (enquanto lugar de memória e retrato da identidade local), para os estudantes e para os demais visitantes, proporcionando um espaço potenciador do conhecimento, destinado tanto ao estudo como ao lazer, aberto à comunidade, e que venha impulsionar o desenvolvimento local.

O novo programa de divulgação do museu apela à visitação da comunidade local e das escolas, integrando a população nas atividades do museu e promovendo o Nordeste como destino turístico sustentável através do aumento da participação da população Nordestense, potenciando a sua integração e valorização social e aumentando o acesso e utilização do museu por parte dos residentes e estudantes.

Equipa técnica

Fundador do museu: Nestor de Sousa (1987-1990)

Projeto de exposição museológica: Nestor de Sousa

Inauguração do museu: 1989

Promotor: Câmara Municipal de Nordeste

Textos online (2019): Câmara Municipal de Nordeste (Gabinete de Arquitetura)

Apoio técnico e científico (2019): UAç / CHAM