Museu do Nordeste – Destaque do Mês

Imagem de Nossa Senhora Mãe de Deus

Imagem de Nossa Senhora Mãe de Deus

Maio de 2019

Há registos de ter existido, no 1º quartel do século XVI (aprox. 1526), uma ermida particular, mandada erigir no termo da Vila de Nordeste por João Soares (também conhecido por João Soares de Albergaria), dedicada a N.ª Sr.ª Mãe de Deus. Atualmente, aquilo que é possível encontrar, num terreno privado junto à Estrada Regional, entre a Vila de Nordeste e a Pedreira, são as ruínas de uma ermida com características do século XIX que se acredita que possa ser sucedânea do templo primitivo sob o mesmo orago.

Esta imagem de Nossa Senhora com o Menino Jesus nos braços, do século XVII, terá pertencido a essa antiga Ermida de Nossa Senhora Mãe de Deus. Representa o mundo sagrado, a enorme devoção religiosa e a fé fervorosa que serviram de base para o povo ultrapassar obstáculos e vencer adversidades desde o tempo do povoamento.

 

Caneca de lata

Caneca de lata

Junho de 2019

As canecas de lata podiam ter diversas utilizações, quer para consumo de bebidas em casa ou na taberna (água, vinho, leite, aguardente…) ou para medir o leite que era transportado pelo leiteiro e vendido de porta em porta.

 

Bordado de linho

Bordado de linho

Julho de 2019

As rendas e os bordados têm um grande valor artístico e representam uma componente etnográfica de grande interesse.

A aprendizagem da arte de bordar iniciava-se em criança, quase sempre em ambiente familiar, com os pontos mais simples, como o ponto de pé de flor, de cetim, de malmequer, de cadeia, de grilhão, de casa, de sombra, ilhós e caseados, entre outros.

A atividade dos bordados, ao nível da indumentária e dos têxteis de casa, que conheceu nos Açores grande desenvolvimento e variedade ao longo do século XIX, continua hoje a ser uma realidade.

Este bordado pertenceu a Pedro Félix Machado, nascido no Nordeste, e à sua filha, Amélia Mendonça Machado Rebelo Arruda, fundadora dos “Bordados Regionais de São Miguel”.