Achadinha

Foi na freguesia da Achadinha que se deu o desembarque das tropas Liberais vindas da Terceira, no assalto final contra o último reduto Miguelista nos Açores, a 1 de agosto de 1831. Ao que consta, a população da freguesia terá recebido mal as tropas liberais. O facto histórico encontra-se assinalado num dos espaços públicos da freguesia.

O Padrão das Almas, erigido em 1957, é outro ponto de referência na freguesia. Um dos azulejos presentes no Padrão é oriundo de uma pequena ermida dedicada a São Bento, anteriormente edificada no local onde hoje figura a Igreja de Nossa Senhora do Rosário.

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário, edifício do séc. XVI, tal como em outros lugares deste concelho, foi várias vezes remodelada, sendo as ultimas intervenções de 1830 e, posteriormente, de 1882. Tem o corpo principal dividido em três naves e o retábulo do altar-mor é de talha dourada, esculpida em 1734. Embora humilde, esta talha engrinalda de forma vibrante este belo templo.

Da Achadinha saíram nomes ilustres das letras como João de Melo e Adelaide Freitas. Em homenagem ao escritor João de Melo, o município recuperou a antiga casa de família do escritor, adaptando-a Casa de Cultura.

Trilho Pedestre Padrão das Almas e Lomba D’el Rei

Alguns dos antigos caminhos rurais da freguesia foram recuperados para trilhos pedestres e constituem atualmente uma oferta turística da localidade.

Junta de Freguesia

Presidente: António José Cabral Medeiros

Rua do Caminho Fundo

9630 – 049 Achadinha

Tel.: / Fax: 296 452 950

E-mail: junta.achadinha@gmail.com