Quinhentista


 
Nota: O trilho encontra-se em processo de sinalização. Consulte previamente o Posto de Turismo do Nordeste através de posto.turismo@cmnordeste.pt ou 296 488 320
 
Tipo: Circular / Montanha, Serra e Litoral;
Homologação: Não;
Início: Igreja de Santo António (Santo António de Nordestinho);
Fim: Igreja de Santo António (Santo António de Nordestinho)
Piso: Asfalto, caminho de pé-posto e cimento
Grau de dificuldade: Difícil;
Altitude: Entre: 20m e 600m;
Extensão (Km):: 13,5 Km;
Tempo médio de duração: 6 Horas;
 
Autorização prévia:

Como está inserido no Perímetro Florestal, a realização deste percurso requer autorização prévia da Secretaria Regional dos Recursos Florestais. Preencha o formulário de autorização aqui.
 
Resumo do Percurso:

Igreja de Santo António » Estrada Regional » Rua da Boavista » Rua de São João » Caminho Florestal » antiga Casa do Guarda Florestal » Ribeira do Espigão » Rua do Burguete » Rua das Escolas » Igreja de São Pedro » Rua de São Pedro » Rua do Cemitério » Caminho do Baião » Parque de Merendas do Baião » Foz da Ribeira do Espigão » Estrada Regional » Igreja de Santo António.

Nota: Se desejar fazer um trajeto mais curto, na descida para São Pedro de Nordestinho, poderá optar pela seguinte alternativa: Rua do Burguete » Rua do Canto da Cruz » Estrada Regional » Rua do Espigão » Rua Nova » Igreja de Santo António.
 
Descrição do Percurso:

Percurso pedestre que recria um trajeto histórico da extinta freguesia de Nordestinho e que passa pelos centros históricos de duas das mais antigas localidades do concelho: Santo António de Nordestinho e São Pedro de Nordestinho.
O percurso inicia-se no adro da Igreja de Santo António (há quem diga que é a maior do concelho e a segunda maior da ilha). Não perca a oportunidade de visitar o amplo espaço interior deste templo.

Siga pela Estrada Regional, passe pela antiga Escola Primária do Plano dos Centenários e continue até encontrar, do lado esquerdo, a Rua da Boavista, a qual deve subir, passando pelo “Treato” do Espírito Santo e pelo edifício onde outrora funcionou uma fábrica de chá, perto do qual poderá fazer um pequeno desvio para ver o Miradouro da Borda da Ladeira, um dos locais emblemáticos do concelho para ver o pôr do sol.

Suba a Rua de São João, vire para a direita e siga pelo Caminho Florestal até encontrar a antiga Casa do Guarda Florestal (de Santo António de Nordestinho) e prossiga pela estrada florestal de cascalho pelo meio da floresta de Criptomérias. Aqui poderá visitar um pequeno jardim com exemplares exuberantes de espécies endémicas.

Ao percorrer a estrada florestal entra no maciço montanhoso e passará por um bebedouro para gado, considerado por muitos um dos mais compridos do concelho. Percorra toda a estrada cerca de 2.700 metros e deixe-se relaxar pelo som dos tentilhões e das estrelinhas. Ao chegar a umas pastagens vire à esquerda e, 300 metros à frente, vire à direita. Entrará num caminho de pé posto à sua direita e ao seguir por este passará por uma pequena linha de água.

Este trilho leva-o para o interior do perímetro florestal do Nordeste, e começará a descer por uma mata relíquia de cedros-do-mato que o conduzirá até São Pedro de Nordestinho. Ao seguir por este trilho irá atravessar uma linha de água e ao passar para o lado direito da ribeira (quem desce), poderá observar do outro lado uma pequena gruta construída em pedra (única registada até hoje em São Pedro de Nordestinho). Ao longo da descida o trilho entra em áreas onde pomares antigos eram os senhores da terra produzindo belas e suculentas maçãs e laranjas. No chão ainda se encontram vestígios das antigas estradas de calçada construídas com pedra basáltica.

Ao sair do trilho de pé posto irá deparar-se com uma estrada de cimento que passa por baixo da SCUT. Seguindo por esta estrada irá sair a um cruzamento, onde deve virar na direção do povoado.

Siga pela Rua do Burguete, passe pelo “Treato” do Espírito Santo, entre na Rua das Escolas, passe pela bonita escola primária do Plano dos Centenários e pare algum tempo para admirar a Igreja de São Pedro, o templo mais antigo do concelho de Nordeste (1764).

Desça a Rua de São Pedro, na direção do mar e, ao atravessar a Estrada Regional, continue pela Rua do Cemitério e pelo Caminho do Baião.

No final do caminho encontrará o Parque de Merendas do Baião, perto da Foz da Ribeira do Espião. Atravesse a ribeira para o lado poente e suba a encosta até avistar o cemitério de Santo António de Nordestinho e, um pouco mais acima, regressa à imponente Igreja de Santo António.

 

Nota: Se desejar fazer um trajeto mais curto, na descida para São Pedro de Nordestinho, poderá optar pela seguinte alternativa:

Percorra a Rua do Burguete, virando depois para a Rua do Canto da Cruz. Quase no final da rua encontrará um exemplar de fontanário-tipo erguido no período do Estado Novo na freguesia de São Pedro de Nordestinho. A rua termina num troço muito íngreme que culmina na Estrada Regional.

Percorra a Estrada Regional até encontrar, do lado esquerdo, uma escada íngreme escavada no terreno, a qual conduz ao antigo núcleo do Espigão onde encontrará algumas edificações antigas reabilitadas para alojamento turístico.

Atravessando o Espigão de nascente para poente irá encontrar novamente a Estrada Regional, percorrendo um pequeno troço até encontrar a Rua Nova. Suba esta rua e admire, do lado direito, os antigos lavadouros públicos que ainda se mantêm preservados.

No topo da rua encontrará um jardim com um coreto, seguido da imponente Igreja de Santo António.
 

Traçado Quinhentista: Tracado-Quinhentista.pdf